Amigos

A PAZ DO SENHOR...

Seguidores

Você Está Buscando...

Página Gospel10

Página Gospel+

RSS atualizado do Gospel +. Powered by Notícias Gospel

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

A origem do Dia dos Pais

A origem do Dia dos Pais

     Dizem que o primeiro a comemorar o Dia dos Pais foi um jovem chamado Elmesu, na Babilônia, há mais de 4.000 anos. Ele teria esculpido em argila um cartão para seu pai, desejando sorte, saúde e muitos anos de vida. Mas a instituição de uma data para comemorar esse dia todos os anos é bem mais recente...
    
     Ao que tudo indica, o Dia dos Pais tem uma origem bem semelhante ao Dia das Mães, e em ambas as datas a ideia inicial foi praticamente a mesma: criar datas para fortalecer os laços familiares e o respeito por aqueles que nos deram a vida.
    Conta a história que em 1909, em Washington, Estados Unidos, Sonora Louise Smart Dodd, filha do veterano da guerra civil, John Bruce Dodd (algumas fontes de pesquisa dizem que o nome do pai de Sonora era William Jackson Smart, ao invés de John Bruce Dodd) , ao ouvir um sermão dedicado às mães, teve a ideia de celebrar o Dia dos Pais, motivada pela admiração que sentia pelo seu pai, por este ter dedicado sua vida aos filhos e ter conseguido criá-los muito bem. A data escolhida foi a de nascimento de Willian, 19 de junho. Ela queria um dia especial para homenagear seu próprio pai, que viu sua esposa falecer em 1898 ao dar à luz ao sexto filho, e que teve de criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos sozinho, que eram ainda bem pequenos, em uma fazenda no Estado de Washington .
Página Dominical
     Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa de seu pai, ao vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém; foi destemido e amável. . Então, em 1910, Sonora enviou uma petição à Associação Ministerial de Spokane, cidade localizada em Washigton, Estados Unidos. E também pediu auxílio para uma Entidade de Jovens Cristãos da cidade. O primeiro Dia dos Pais norte-americano foi comemorado em 19 de junho daquele ano. A rosa foi escolhida como símbolo do evento, sendo que as vermelhas eram dedicadas aos pais vivos e as brancas, aos falecidos.
     A partir daí, o interesse pela data difundiu-se da cidade de Spokane para todo o estado de Washington. Por fim, em 1924 o presidente Calvin Coolidge, apoiou a ideia de um Dia dos Pais nacional e, finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial declarando o terceiro domingo de junho como o Dia dos Pais (alguns dizem que foi oficializada pelo presidente Richard Nixon em 1972).
     O pai brasileiro ganhou um dia especial a partir de 1953. A iniciativa partiu do jornal O Globo do Rio de Janeiro (através do publicitário Sylvio Bhering, inspirado pela comemoração norte-americana), que se propôs a incentivar a celebração em família, baseado nos sentimentos e costumes cristãos. Primeiro, foi instituído o dia 14 de agosto, dia de São Joaquim, patriarca da família (dia que também se comemora o dia do padrinho segundo a tradição católica). Mas, como o domingo era mais propício para as reuniões de família, a data foi transferida para o segundo domingo de agosto, ficando diferente da americana e da europeia.
     Em São Paulo, a data foi formalmente comemorada pela primeira vez em 1955, pelo grupo Emissoras Unidas, que reunia Folha de S. Paulo, TV Record, Rádio Pan-americana e a extinta Rádio São Paulo. O grupo organizou um grande show no antigo auditório da TV Record para marcar a data. Lá, foram premiados Natanael Domingos, o pai mais novo, de 16 anos; Silvio Ferrari, de 96 anos, como o pai mais velho; e Inácio da Silva Costa, de 67 anos, como o campeão em número de filhos, um total de 31. As gravadoras lançaram quatro discos em homenagem aos pais. O maior sucesso foi o baião É Sempre Papai, com letra de Miguel Gustavo, interpretada por Jorge Veiga. O Dia dos Pais acabou contagiando todo o território brasileiro e até hoje é comemorado no segundo domingo de agosto.

PELO MUNDO AFORA

     Outros países também comemoram o Dia dos Pais à sua maneira e tradição.
Saiba mais:

  • Na Itália, Espanha e Portugal, por exemplo, a festividade acontece no mesmo dia de São José, 19 de março. Apesar da ligação católica, essa data ganhou destaque por ser comercialmente interessante. Os portugueses não dão muita importância para essa comemoração.

  • Reino Unido - No Reino Unido, o Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho, sem muita festividade. Os ingleses não costumam se reunir em família, como no Brasil. É comum os filhos agradarem os pais com cartões, e não com presentes.

  • Argentina - A data na Argentina é festejada no terceiro domingo de junho com reuniões em família e presentes.

  • Grécia - Na Grécia, essa comemoração é recente e surgiu do embalo do Dia das Mães. Lá se comemora o Dia dos Pais em 21 de junho.

  • Canadá - O Dia dos Pais canadense é comemorado no dia 17 de junho. Não há muitas reuniões familiares, porque ainda é considerada uma data mais comercial.

  • Alemanha - Na Alemanha não existe um dia oficial dos Pais. Os papais alemães comemoram no dia da Ascensão de Jesus (39 dias depois do domingo de Páscoa). Eles costumam sair às ruas para andar de bicicleta e fazer piquenique.

  • Paraguai - A data é comemorada no segundo domingo de junho. Lá as festas são como no Brasil, reuniões em família e presentes.

  • Peru - O Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho. Não é uma data muito especial para eles.

  • Austrália- A data é comemorada no segundo domingo de setembro. E a comemoração é igual ao do Brasil, com direito a muita publicidade.

  • África do Sul - A comemoração acontece no segundo domingo de Agosto, mesmo dia do Brasil, mas não é uma data muito festejada ou tradicional.

  • Rússia - Na Rússia não existe propriamente o Dia dos Pais. Lá os homens comemoram seu dia em 23 de fevereiro, a chamada data "o dia do defensor da pátria" (Den Zaschitnika Otetchestva).

  • Áustria- segundo domingo de Junho

  • Bélgica- dia de São José (19 de Março), e o segundo domingo em Junho ("Secular")

  • Bulgária- 20 de Junho

  • Dinamarca- 5 de Junho

  • República Dominicana- último domingo de Junho

  • Coreia do Sul- 8 de maio

  • Lituânia- o primeiro domingo de Junho

  • Nova Zelândia- o primeiro domingo de Setembro

  • Noruega, Suécia, Finlândia, Estônia- segundo domingo de Novembro

  • Polônia- 23 de Junho

  • Espanha, Itália, Andorra, Bolívia, Honduras e Listenstaine- 19 de Março

  • Rússia- 23 de Fevereiro

  • Tailândia- 5 de Dezembro, dia do nascimento do rei Bhumibol Adulyadej

  • Taiwan- 8 de Agosto


     Outros países que celebram no terceiro domingo de Junho:
   
     África do Sul, Angola, Chile, Colômbia, Equador, Eslováquia, Estados Unidos, Filipinas, França, Hong Kong, Holanda, Índia, Irlanda, Japão, Macau, Malásia, Malta, México, Paraguai, Peru, Turquia, Venezuela.
     O Dia dos Pais constitui uma homenagem aos pais de todo o mundo. O sucesso da comemoração dessa data é muito grande, movimentando bastante o comércio, pois os filhos oferecem presentes aos seus progenitores. Neste dia, os pais recebem atenção e carinho, tornando a data um dia diferente e muito especial para todos. Independente do seu lado comercial é uma data para ser muito comemorada, nem que seja para dizer um simples "Obrigado Papai”!

  • O Dia dos Pais em 2010 será no dia 08 de agosto
  • O Dia dos Pais em 2011 será no dia 14 de agosto
  • O Dia dos Pais em 2012 será no dia 12 de agosto
Curiosidades sobre pais em outras culturas

  • Repouso pós-parto
     Em algumas tribos indígenas brasileiras, é costume o pai manter resguardo no lugar da mãe que deu à luz. São quase dois meses de descanso, com alimentação leve e abstenção de sexo. Também para ele são destinados os presentes dados pelos membros da família. Costume machista? Nada disso. É que, para essas sociedades, o pai é o responsável pela existência do filho. O bebê só cresce e se fortalece no útero materno por causa das constantes "visitas" do futuro pai à sua mulher. Esse grande esforço de nove meses de relações sexuais constantes exige repouso, para renovar as energias físicas.
  • Responsabilidades religiosas
     Na cultura judaica tradicional, o pai é responsável pela educação religiosa dos filhos. O destaque fica para a educação do menino, que, a partir dos 7 anos, começa a aprender os rituais religiosos. Com 13 anos, o pai o leva à sinagoga, onde, depois da cerimônia conhecida como Bar-Mitzva, o garoto se torna membro efetivo e participante da comunidade. Nas famílias judaicas, exemplos de patriarcalismo, os pais recebem todo o respeito e obediência dos filhos
  • Tradição oral
     Entre os ciganos, a figura paterna tem papel de destaque. Cabe ao pai a decisão final sobre qualquer atitude dos filhos e é ele quem supervisiona a educação que a mãe dá às crianças. É também o pai quem se encarrega de ensinar aos meninos as técnicas de comércio, forma milenar de sobrevivência do povo cigano. Numa cultura que valoriza a tradição oral, o pai tem o dever de passar para sua descendência os conhecimentos adquiridos nas gerações passadas, como tocar instrumentos musicais (acordeão, violão e violino), fazer artesanato de cobre e falar a língua de seu povo, o romanês. Também é ele quem decide sobre o casamento dos filhos. Namoro? Nem pensar. Os pais da noiva e do noivo se reúnem e definem o dote, pago pela família do futuro marido. O poder do pai sobre os filhos só acaba em caso de casamento desfeito. Nessa situação, o pai não pode mais ver os filhos pelos próximos dez anos. O fim do casamento representa o fim da paternidade.
  • Brasil
     Segundo a Constituição Federal do Brasil, de 1988, o pai tem direito a cinco dias de licença após o nascimento de seus filhos, onde terá tempo para auxiliar a mãe do recém-nascido e fazer o registro do mesmo, em cartório.

Homenagens aos pais

"PAI"


 Pai tantas coisa eu queria te dizer,
Cresci ao teu lado ,e o tempo passou,
e não sobrou tempo e até coragem
para dizer o quanto você é importante,
na minha vida, no meu dia a dia...
Pai, os momentos mais difíceis de
minha vida, você estava lado meu lado.
Nos momentos de alegria,
estava você lá do meu lado.
E hoje nesse seu dia,
entre todos outros dias,
gostaria muito de estar do teu lado...
Palavras não terei para expressar
o quanto amo você, para dizer-te o
quanto és importante
em minha vida inteira..
Continue sempre assim,
pois se você na altura
do campeonato resolver mudar,
certamente não vai dar certo,
pois gosto de você como você É.
Feliz Dia dos País
 (Autor desconhecido)
________________________________________

"PAPAI"


 Existe um homem que se esmera no comprimento do dever para dar bom exemplo:
Que fica humilde, quando poderia se exaltar;
 Que chora à distancia, a fim de não ser observado;
 Que, com o coração dilacerado, se embrutece para se impor como um juiz inflexível;
 Que, na ausência, usam-no como temor para evitar uma ação menos correta;
 Que quase sempre, é chamado de desatualizado;
 Que apenas fisicamente, passa o dia distante, na labuta, por um futuro melhor;
 Que, ao fim da jornada, avidamente regressa ao lar para levar muito carinho e, as vezes, pouco receber,
 Que está sempre pronto a ofertar uma palavra orientadora ou relatar uma atitude benfazeja que possa ser imitada;
 Que, muitas vezes passa noites mal dormidas a decifrar os segredos da vida, quando extenuado, ainda consegue energias para distribuir energias;
 Que é tão humano e sensível, por isso, normalmente, sente a ausência do afeto que lhe é dado raramente e de forma pouco comunicativa.
 Que, vibra, se emociona e se orgulha pelos feitos daqueles que tanto ama.
 Esse homem geralmente, se agiganta e passa a Ser o valor inexorável quando deixa de existir para sempre.
 Nunca perca, pois, a oportunidade de devotar muito carinho e amizade àquele que é seu melhor amigo: SEU PAI.
 ( Marco Antonio Struve)


________________________________________

PAI DE TODO JEITO

Tem pai que ama,
Tem pai que esquece do amor.
Tem pai que adota,
Tem pai que abandona.
Tem pai que não sabe que é pai,
Tem filho que não sabe do pai.
Tem pai ...
Tem pai que dá amor,
Tem pai que dá presente.
Tem pai por amor,
Tem pai por acaso.
Tem pai que se preocupa com os problemas do filho,
Tem pai que não sabe dos problemas do filho...
Tem pai ...
Tem pai que ensina,
Tem pai que não tem tempo.
Tem pai que sofre com o sofrimento do filho,
Tem pai que deixa o filho esquecido.
Tem pai de todo jeito.
Tem pai que encaminha o filho,
Tem pai que o deixa no caminho.
Tem pai que assume,
Tem pai que rejeita.
Tem pai que acaricia,
Tem pai que não sabe onde está o filho
que precisa de carinho.
Tem pai que afaga,
Tem pai que só pensa em negócios.
Tem...
Tem pai de todo jeito.
E você???
Que tipo de pai você é?
Eu quero um pai,
apenas um pai
que esteja consciente do amor
que tem para dividir...
Eu quero um pai,
apenas um pai
que seja AMIGO!
A todos os Pais,
um carinhoso abraço!
Deus Pai os abençoe!


(Ari Antonio Angelin)

________________________________________

PAI, PERDOA-ME


 Pai, perdoa-me
pelas vezes que sentei ao seu lado, mas não ouvi o que dizias...
Pai, perdoa-me
pela visita rápida de fim de tarde, antes do jantar de domingo...
Pai, perdoa-me
pela pouca paciência, quando querias aconselhar-me nos negócios...
Pai, perdoa-me
por achar que tuas ideias já estavam ultrapassadas...
Pai, perdoa-me
por ignorar tua experiência de vida...
Pai, perdoa-me
pela minha falta de tempo para passar contigo...
Pai, perdoa-me
pelo teu convite que recusei porque ia sair com meus amigos...
Pai, perdoa-me
pela minha insensibilidade na hora da tua dor...
Pai, perdoa-me
pelas vezes em que meus filhos não te trataram com o respeito que merecias...
Pai, perdoa-me
pelo abraço que não te dei, pelo carinho que não te fiz...
Pai, perdoa-me
por não ter reconhecido em ti o próprio Cristo...
Pai, abençoa-me...
 (Autor Desconhecido.)

PAI


Segura-me agora
Enquanto sou pequeno
E posso ficar em teus braços.
Beija-me agora
Enquanto eu quero e gosto.
Abraça-me forte e fraco
Enquanto eu fico pendurado
Em seus braços fortes.
Pai, diga-me:
- Eu te amo!
Enquanto eu acredito que é verdade.
Não deixe passar esse tempo
Que você sabe que é pouco.
Porque acho que você
Nem se lembra que já foi criança,
Não é?


PS - a escrita é a parte mais intima e sincera do ser humano: - eu.
(Ilsa da Luz Barbosa)


Meu pai quando eu tinha...


 4 anos: Meu pai pode fazer tudo.
5 anos: Meu pai sabe muitas coisas.
6 anos: Meu pai é mais esperto do que o seu pai.
8 anos: Meu pai não sabe exatamente tudo.
10 anos: No tempo antigo, quando o meu pai foi criado, as coisas eram muito diferentes.
12 anos: Ah, é claro que o papai não sabe nada sobre isso. É muito velho para se lembrar da sua infância.


14 anos: Não ligue para o que meu pai diz. Ele é tão antiquado!
21 anos: Ele? Meu Deus, ele está totalmente desatualizado!
25 anos: Meu pai entende um pouco disso, mas pudera! É tão velho!
30 anos: Talvez devêssemos pedir a opinião do papai. Afinal de contas, ele tem muita experiência.
35 anos: Não vou fazer coisa alguma antes de falar com o papai.
40 anos: Eu me pergunto como o papai teria lidado com isso. Ele tem tanto bom senso, e tanta experiência!
50 anos: Eu daria tudo para que o papai estivesse aqui agora e eu pudesse falar com ele sobre isso. É uma pena que eu não tivesse percebido o quanto era inteligente. Teria aprendido muito com ele.
 (Ann Landers)


Inspirando a ficção

     Ser pai não é para qualquer um... não mesmo! Fortes, protetores, ou mesmo atrapalhados, eles inspiraram inúmeros criadores a explorar suas histórias. Aventuras, comédias ou dramas.
     Veja alguns exemplos:
     Um desenho animado que vem sendo exibido por gerações :
Bóbi Filho e Bibo Pai (Augie Doogie and Doggie Daddy)
     Criado por William Hanna e Joseph Barbera.
     Um Pai que ama muito seu filho e um filho que idolatra seu pai. Bibo e Bóbi são dois cachorros que encarnam a perfeita relação entre pai e filho, seus conflitos de geração e o carinho incondicional e mútuo. Bóbi é o filho que admira e se espelha no pai, que vive tentando ensinar ao filho as lições da vida, o que, na maioria das vezes, os põe em diversas confusões das quais precisam de muito jogo de cintura e bom humor para sair.    Normalmente o pai leva a pior, mas no final tudo se ajeita.

     No cinema :
     Em Nome do Pai (In the Name of the father) - 1993
     Diretor: Jim Sheridan. Com Daniel Day-Lewis (Gerry Conlon), Pete Postlethwaite (Giuseppe Conlon) e Emma Thompson (Gareth Peirce).
     Precisa dizer mais alguma coisa? Neste filme do diretor Jim Sheridan, o pai, interpretado por Pete Postlewaite, se sacrifica e acaba se tornando o melhor amigo do filho dentro de uma prisão. Daniel Day-Lewis é Gerry Conlon, um jovem irlandês que junto com seus amigos é confundido com terroristas do IRA. A família de Conlon também sofre as conseqüências e boa parte dela acaba na cadeia, inclusive seu pai. Na prisão, Gerry e Giuseppe (Postlethwaite) enfrentam a dor e a incompreensão, e descobrem que apenas um sentimento pode mantê-los vivos: o amor entre pai e filho.

     O Pai da Noiva (Father of the Bride) -1991
direção: Charles Shyer. Com Steve Martin (George Banks), Diane Keaton (Nina Banks) e Kimberly Williams (Annie Banks).
     Aquele eterno paizão, que sempre acha que seus filhos ainda não passam de crianças, e de fato para ele nunca deixarão de ser. Protetor, mas ao mesmo tempo extremamente ciumento, principalmente quando sua linda e frágil garotinha resolve se casar. Essa é a história deste filme de Charles Shyer, em que Steve Martin interpreta o divertido e ranzinza George Banks, que quase tem um surto quando descobre que a filha já é uma mulher e ele está mais perto de ser avô do que qualquer outra coisa.
________________________________________


Nenhum comentário:

Resposta de Deus