Amigos

A PAZ DO SENHOR...

Seguidores

Você Está Buscando...

Página Gospel10

Página Gospel+

RSS atualizado do Gospel +. Powered by Notícias Gospel

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

A Restauração Espiritual de Davi - Lição 09

TEXTO ÁUREO
"Então, disse Davi a Natã: Pequei contra o Senhor. E disse Natã a Davi: Também o Senhor traspassou o teu pecado; não morrerás" (2 Sm 12.13).

VERDADE PRÁTICA
O caminho da restauração passa pelo arrependimento e confissão do erro cometido e abandono da prática.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Salmos 51.1-4,7-12,17

1- Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias.
2- Lava-me completamente da minha iniqüidade e purifica-me do meu pecado.
3- Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim.
4- Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que a teus olhos é mal, para que sejas justificado quando falares e puro quando julgares. 
7- Purifica-me com hissopo, e ficarei puro; lava-me, e ficarei mais alvo do que a neve.
8- Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que gozem os ossos que tu quebraste.
9- Esconde a tua face dos meus pecados e apaga todas as minhas iniqüidades.
10- Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um espírito reto.
11- Não me lances fora da tua presença e não retires de mim o teu Espírito Santo.
12- Torna a dar-me a alegria da tua salvação e sustém-me com um espírito voluntário.
17- Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.

A Restauração Espiritual de Davi
Palavras-chave: pecado, arrependimento, confissão, perdão e renovação espiritual


          Um ano após o pecado com Bate-Seba, Davi clama por perdão ( Sl 51.1). Ele confessa seu pecado (vv. 2-6) e apela por uma purificação que restaurará sua alegria (vv. 7-9). Se Deus purificar seu coração, Davi novamente estará apto para influenciar outros (vv. 10-14) e, humildemente, louvará novamente o Senhor (vv. 15-17). Então o povo de Deus também prosperará (vv. 18,19).

          “Misericórdia” (51.1). O perdão é baseado na compaixão de Deus pelos desamparados.

          “Pecado” (51.1-2). Estes versículos usam todas as três palavras hebraicas básicas para pecado. São elas: (1) hata’, pecar, errar o alvo; (2) pesa’, rebelar-se, transgredir; e (3)’awon, iniquidade, culpa. Cada uma dessas palavras implica um absoluto padrão divino e define o pecado em relação a esse padrão. Podemos errar o alvo por causa de nossas fragilidades, podemos nos revoltar contra o padrão de Deus, ou podemos deturpá-lo em uma tentativa de evitar o conhecimento do pecado. Mas, de fato, todas as pessoas, da mesma forma que Davi, realmente pecam. O Salmo 51 desenvolve a mais completa e simples declaração de uma teologia do pecado. Ela identifica a natureza da falha humana pelos termos usados (vv. 1,2). Ela afirma que o pecado é contra Deus, que estabelece o padrão (v. 3). Sugere que a semente do pecado está enraizada na natureza humana decaída, de maneira que não somente executamos atos pecaminosos, mas nós mesmos somos pecadores por natureza (v. 5).


          “Eu conheço minhas transgressões” (51.3). A história do pecado de Davi com Bate-Seba, encontrada em 2 Samuel 11, conta-nos que ele viveu com o pecado encoberto, fechado dentro dele por um ano, desde a concepção de Bate-Seba até o nascimento da criança (cf. Sl 32). Assim que você ou eu estivermos cientes da transgressão, precisamos correr para Deus para encontrar perdão que traz renovada comunhão com o Senhor.


          “Um pecador desde o nascimento” (Sl 51.5). A doutrina bíblica de depravação é frequentemente mal entendida. Davi diz: “Eu nasci em iniqüidade (‘awon), e em pecado (hata) me concebeu minha mãe”. A verdadeira natureza de Davi foi desviada da forma planejada por Deus, de maneira que ele não atingiu o objetivo do desígnio de Deus para a humanidade. É essa falha na natureza humana, que Romanos 5.12-21 traça para a queda de Adão, que faz homens e mulheres pecadores e que gera o ato de pecar. Dizer que a humanidade é depravada significa que o pecado tem um firme domínio sobre o ser humano e que todas as pessoas praticam atos de pecado. Quão gloriosa então a esperança que ecoa através desse Salmo. Deus pode fazer o que não podemos, pode criar em nós um coração limpo. Através da graça e perdão de Deus podemos estar libertos da dominação do pecado.


          “Verdade” (51.6). O conceito básico sublinhando a palavra hebraica para “verdade” é aquele de confiança. Uma coisa é verdadeira porque ela está de acordo com a realidade e pode ser confiável. O Dicionário Expositivo das Palavras da Bíblia (Zondervan, 1985) diz: “Verdade esteja no íntimo’ (Sl 51.6) é provavelmente melhor interpretado por 1 João 1. É viver honestamente com Deus e consigo mesmo, confessando as falhas, e ainda lutar para escolher o caminho que Deus expôs na revelação”. Resumindo, ser real no nosso relacionamento com Deus e conosco mesmos significa uma total honestidade em avaliar tudo o que fazemos.



          Criar um coração puro (51.10). A palavra hebraica para “criar” não significa fazer algo do nada. Ao contrário, significa originar e é frequentemente usada quando um autor do AT quer afirmar que somente Deus é a origem de uma determinada coisa. Assim, Deus criou os céus e a terra, um ato muito além da capacidade humana para ser copiado. E é Deus quem, em extenso perdão, transforma a personalidade interior do crente. Nascemos no pecado, porém renascemos com um coração puro.


          Retirando o Espírito Santo? (51.11). No AT, o Espírito Santo foi provado por crentes com uma presença divina capacitadora. Mas Saul, antecessor de Davi, havia sido privado da presença do Espírito por causa do seu pecado (1 Sm 16.14). Davi, então, está expressando a preocupação de que seu pecado podia ser tão grande que Deus também removeria dele Seu Espírito. Há uma importante diferença, entretanto, entre a presença capacitadora do Espírito que vemos no AT e a presença permanente do Espírito no NT. O Espírito de Deus é Sua garantia de redenção (Ef 1.13-14).


          “Então” (51.13). Para alcançar os perdidos você e eu devemos viver juntos de Deus.


          O que Deus quer de nós (51.17). Davi pede por um “espírito quebrantado” e um “coração quebrantado e contrito”. Não cometa o erro de pensar que isso significa que Deus procura nos esmagar, ou transformar-nos em chorões sem valor. Cada imagem que reflete o pecado obstinado de Davi em tomar Bate-Seba é uma admissão de sua falta de humildade diante de Deus. Davi sabia o que era correto, mas, de qualquer forma, errou! O coração quebrantado e contrito é sempre responsivo a Deus, querendo fazer Sua vontade. ( RICHARDS, Lawrence O.. Guia do Leitor da Bíblia. Rio de Janeiro, CPAD, 2005, p. 362).




GRAÇA DOMINICAL

Perfeição não, Perdão sim

Àquele que não conheceu pecado,
 o fez pecado por nós, para que, nele,
 fôssemos feitos justiça de Deus.
2 Coríntios 5.21

            Não foram os romanos que crucificaram Jesus. Não foram os pregos que cravaram Jesus no madeiro. O que o pendurou na cruz foi a convicção de que era necessário que Ele se fizesse pecado- Ele, que era puro, se tornasse pecado, e a ira de Deus fosse derramada, não sobre a criação, mas sobre o Criador.
    Quando aquEle que não conheceu pecado tornou-se pecado por nós, quando o sem pecado foi coberto com os pecados do mundo inteiro, Deus não convocou o seu exército de anjos para o livrar. Não o fez, porque sabia que preferia entregar Seu Filho a desistir de nós.
     Apesar do que você fez, não é tarde demais. Não obstante a distância onde você caiu, não é tarde demais. Não importa quão profundo seja o seu erro, não é tarde demais para cavar, puxá-lo fora, e deixar você livre.
     O que faz de alguém um cristão não é a perfeição, mas o perdão.(LUCADO, Max.Graça para o Momento - Vol. I. Rio de Janeiro, CPAD,3ª Ed. 2007, p.129. 

Nenhum comentário:

Resposta de Deus